Auxílio Emergencial não acabou: conheça o calendário de saques que ainda será disponibilizado

N. Ferreira 07/01/2021 Relatar Quero comentar

Os depósitos do Auxílio Emergencial de 300 reais e de 600 reais terminaram em dezembro. Agora, a ansiedade é por conta da prorrogação ou não do benefício em 2021. Da mesma forma, o decreto que determinou o atual estado de calamidade pública no país também chegará ao fim no último dia do ano. Ou seja, isso significa que muita coisa deve mudar em 2021. E o fim do Auxílio Emergencial é um grande exemplo disso.

A última parcela do Auxílio Emergencial foi creditada na conta poupança digital social da Caixa até o dia 29 de dezembro. Ou seja, dois dias antes de o ano de 2020 chegar ao fim, o último pagamento do benefício já terá sido feito pela Caixa. Neste dia, devem receber o valor da última parcela em suas contas, os beneficiários que nasceram no mês de dezembro. Assim como já vinha acontecendo com os demais calendários de pagamento das parcelas anteriores, os trabalhadores nascidos no mês de janeiro são sempre os primeiros da fila a receberem, enquanto aqueles nascidos em dezembro estão sempre no final da fila. Portanto, nenhuma novidade nesse sentido.

No entanto, da mesma forma como também aconteceu nos demais calendários, os saques e as transferências do Auxílio Emergencial são sempre liberados algum tempo depois que os depósitos dos valores são realizados pela Caixa. Geralmente, o saque e a transferência do dinheiro do auxílio emergencial são procedimentos que são liberados dias, ou até semanas, depois que o trabalhador recebe o valor em sua conta digital. E enquanto a data de liberação de saques e transferências não chega, a única opção que o beneficiário tem é a de movimentar os valores de forma digital. Ou seja, por meio do aplicativo Caixa Tem e tão somente por lá.

Dessa forma, 10 saques do Auxílio Emergencial só serão liberados em janeiro de 2021, de acordo com o calendário oficial que foi divulgado pela Caixa. Isso significa, então, que uma boa parte dos beneficiários do auxílio só poderão ter acesso ao dinheiro da última parcela em espécie depois que a virada de ano passar. E cada grupo de trabalhadores poderá sacar ou transferir em uma data diferente. Enquanto alguns poderão sacar o Auxílio Emergencial logo no início do mês, outros terão que esperar um pouco mais de tempo até o final de janeiro.

Auxílio Emergencial – Saques e TransferênciasComo já foi falado anteriormente, caso o trabalhador precise movimentar o dinheiro antes da data de liberação de saques e transferências que é correspondente ao seu mês de nascimento, ele poderá fazer isso somente usando o aplicativo Caixa Tem, que serve para fazer o pagamento de boletos e de compras usando um QR Code ou o cartão de débito virtual que pode ser acessado dentro do próprio app. Em caso contrário, o beneficiário deverá esperar a data que foi estipulada pelo governo no calendário da Caixa para que assim possa fazer circular o dinheiro que foi depositado em conta.

Para acelerar o repasse do dinheiro em espécie, a Caixa tomou a decisão de disponibilizar até 2 meses de Auxílio Emergencial de uma única vez. Ou seja, os saques e as transferências referentes a 2 parcelas serão liberados na mesma data.

Apesar disso, é válido lembrar que nem todas as pessoas que recebem o Auxílio Emergencial vão precisar esperar até o mês de janeiro para sacar ou transferir a última parcela do benefício. Os trabalhadores que nasceram nos meses de janeiro e fevereiro vão poder fazer a retirada em espécie dos valores pagos ainda neste ano de 2020, uma vez que a liberação de saques e transferências para este grupo já passou.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário