Choro na Musica! Acabamos de perder mais uma querida, “ela se isolou, mas não teve jeito”

N. Ferreira 17/01/2021 Relatar Quero comentar

O luto é um dos sentimentos mais complicados de se lidar. Todos sabemos que perder uma pessoa querida nunca é algo fácil. A morte de uma pessoa famosa sempre causa certa comoção, já que o seu trabalho costuma ser admirado por muitos. 

Morreu ontem, em Curvelo, vítima da covid-19, Rosa Quadros, a viúva do sanfoneiro Mangabinha, do Trio Parada Dura.

Rosa Quadros tinha 76 anos e, segundo familiares, estava internada desde 6 de janeiro, no Hospital Imaculada Conceição. No dia 8 ela foi transferida para o CTI Covid, mas o quadro de saúde piorou e ela não resistiu.

Ainda de acordo com a família, Rosa morava em Belo Horizonte, mas desde o início da pandemia estava em São José do Buriti, distrito de Felixlândia.

A viúva de Mangabinha teve várias participações nas composições de sucessos do Trio, entre elas "As andorinhas". Ela deixa duas filhas, três netos e dois bisnetos.

O corpo será encaminhado para Belo Horizonte e será sepultado no Cemitério Bosque da Esperança. Não haverá velório.

Comentário do usuário